quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Missão Integral

Falar em missão integral para muitos é algo difícil. Uma matéria apenas, teoria e mais teorias. Talvez esse venha a ser o pensamento de muitas pessoas. Mas o fato é que muitas estão totalmente equivocadas quanto a Missão Integral e a sua importância para a Igreja.

Para entendermos o que é missão integral, faz-se necessário que tenhamos uma ideia do que é Missão para a Igreja de Cristo. Missão não é apenas um departamento da Igreja, que se preocupa apenas em fazer um culto por mês. Missão não é apenas falarmos da miséria e sofrimento da população mundial e comover os irmãos com histórias tristes. Então o que é Missão?

Temos algumas citações bíblicas fundamentais para entendermos a Missão da Igreja. A primeira está em Mateus 28.19: “Ide e fazei discípulos de todas as nações...” e a segunda que é a mais conhecida por todos que está em Marcos 16.15: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda a criatura.” Cito apenas essas duas ordens de Cristo a Igreja. Fica bem claro para todos qual é o papel da Igreja, a Missão dela: fazer discípulos, pregar o Evangelho. Essa é a verdadeira missão.

O termo ‘Missão Integral’ é um termo novo para muitos, mas que na realidade sempre esteve presente na vida de muitas pessoas. Surgiu essa ideia de Missão Integral aqui na América Latina, no século XX, quando alguns pastores e teólogos taxados por muitos como tradicionais, se incomodavam em pregar um evangelho que apresentava uma salvação apenas da ‘alma’, e que não trazia uma mudança real na sociedade.

Voltando no tempo, na revolução Industrial no século XIX, surgiu também a idéia da sociologia, um assunto tratado em universidades, e seminários católicos, que analisava a realidade da sociedade. Com isso as religiões e os religiosos da época começaram a analisar também a sociedade por meios dos princípios do Evangelho de Cristo. Com essa análise, chegou-se a conclusão de que as riquezas estavam nas mãos de poucos, viu-se também a realidade dos trabalhadores e então se formulou algumas sugestões na teologia. O principal deles foi o conceito do reino de Deus que deixou de ser apenas o reino de Deus vindouro, o destino final de todos os salvos. Elabora-se então a ideia de que o reino de Deus poderia ser implantado também aqui na Terra a partir de agora.

De lá pra cá muito se foi discutido quanto a importância da Missão Integral para a Igreja. Para ficar mais fácil para entendermos, a Missão Integral é o Evangelho todo, pregado para todos, de todas as formas possíveis. É a Igreja se envolvendo na sociedade com o interesse de gerar mudanças nas pessoas, não apenas pregando um céu maravilhoso e lindo, mas uma vida aqui nesta terra abençoada por Deus. Missão Integral é a Igreja se envolvendo em meios que para muitos não é certo, como a política. É a Igreja dar o alimento espiritual aos necessitados, mas também dar uma comida que venha lhe saciar a fome física.

Lembro-me de uma ministração do Pastor Samuel Câmara em Blumenau, quando ele dizia: “Deus não é um caça-fantasma que está a procura de almas.” Deus quer sim nos salvar e nos dar um lar no céu, mas Ele quer também nos dar uma vida terrena abençoada.

Leia Mateus 25. 31-46, onde Jesus está falando sobre os cuidados que devemos ter com os necessitados. Quantas vezes se preocupamos tanto em dizer para alguém: Jesus te ama, mas se esquecemos de dar uma refeição para uma pessoa faminta. Oremos a Deus para que nós como Igreja de Cristo, venhamos a ter um compromisso em levar as boas novas de salvação, mas também estarmos levando o auxílio, o alimento, as vestimentas a todos os necessitados. Isso é Missão Integral!!

Por. Josias Alencar Nunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário