quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Eu Não Sou o Dono da Verdade

Talvez alguns se identificarão com esse texto, aliás, tenho certeza que muitos vão.

Um dos grandes problemas de nós cristãos, é que achamos que sabemos de tudo, que somos os donos da verdade, que sabemos mais que todo mundo e por isso nos achamos no direito de querer que as pessoas vivam algo que achamos que elas têm que viver.

Mas o que mais me preocupa é que na verdade somos assim o tempo todo, inclusive em nossa comunidade. Precisamos sim conhecer a palavra de Deus e ensinar as verdades sobre Cristo, e essas são absolutas, mas o que nos tornamos foi pessoas que são apenas observadoras dos erros alheios.

Tenho aprendido com Deus, que nem todos pensam como eu ou interpretam um texto como eu, nem todos adoram a Deus como eu adoro e isso que não quer dizer que Deus não receba a adoração de todos nós.

Deus jogou algumas verdades bem no meio da minha cara e eu preciso mudar. Ele me ensinou que na Igreja nem sempre vão existir profissionais. Eu sempre fui muito crítico com música, por exemplo, mas aquele irmãozinho desafinado que não fez uma aula de canto e talvez nem tenha condições de fazer, esta cantando pra adorar ao seu Deus e ele acredita ser amado pela sua comunidade, ele espera o meu apoio por que é meu irmão, por que ele acredita que meu amor como irmão em Cristo vai fazer com que eu o ajude ou de uma palavra de apoio. Aprendi que existem dois lugares onde desafinados são bem-vindos, o banheiro e a igreja.

Não posso continuar a ser tão chato, preciso amar meus irmãos e aceita-los como eles são. Amar e apoiar obreiros que talvez a única função seja sentar no púlpito, talvez alguns nunca tenham falado em um microfone, mas são meus irmãos, é a minha comunidade. Existem duas opções pra se caso eu não goste da liturgia da minha igreja, ou eu mudo de comunidade ou eu tento influenciar para a mudança da liturgia.

Não sei você, mas eu preciso mudar com urgência e compreender que nunca vou ser o dono da verdade, preciso amar mais e criticar menos.
Abraço a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário