quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Um Pouquinho Sobre Comunhão

Nos últimos dias, pra onde olhamos tem gente se matando, protestando, xingando, brigando...
Realmente a comunhão na sociedade tem se tornado um fenômeno social. No Egito um homem que não abre mão de suas verdades a 30 ano, causa a revolta de milhões de pessoas, alias pessoas que querem apenas que esse homem entenda que o pensamento dele esta errado. Aprendo então que o ser humano é muito orgulhoso, por mais que esteja errado muitas vezes não abre mão por causa do seu orgulho.

Sei que todos nós somos diferentes, fomos criados em uma família com costumes, princípios, religião e mais um monte de coisa diferente, uma verdadeira salada de frutas, diversos conceitos foram implantados em nós por influencias externas e por isso somos todos tão diferentes.
É natural que exista esta confrontação de opiniões, mas muitas pessoas não respeitam mais a opinião um dos outros e isto tem gerado inimizade.

Quando olho para a vida cristã, para a igreja, o corpo de Cristo, vejo que o Espírito Santo é o único que pode trazer uma comunhão verdadeira entre as pessoas com personalidades tão distintas.
Muitos crentes que ainda estão bem distante do Espírito Santo, gostariam de tirar alguns versículos da bíblia, por exemplo: JOÃO (cap. 13)•34 Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei a vós, que também vós vos ameis uns aos outro; Talvez alguns não gostem muito de ler JOÃO cap. 15, ver. 17 que diz: Isto vos mando: que ameis uns aos outros, é uma ordem não é um pedido, Deus estava usando João pra dizer, já que vocês me aceitaram, já que vocês querem me ver de novo, então amem uns aos outros sem falsidades, mesmo com diferenças tão grandes.

Não existe opção, precisamos nos aproximar mais de Deus, para que realmente venhamos amar pessoas tão diferentes de nós, se queremos chegar ao céu, vai ter que ser sem intrigas.
Inimizade é obra da carne e a palavra de Deus condena (Gal. 5-19), por isso não perca sua salvação por causa do seu orgulho.

Jackson Michael Vieira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário